Canteiros de Poemas

Publicado: novembro 1, 2016
Um canteiro coberto de poemas
por Bel Carrilho Martins

borage@uol.com.br

canteiros_de_poemas_borage_produtora__1

A voz em muitos cantares, ou apenas um lugar, um canto de jardim, um canteiro, é o mote do sarau Canteiros de Poemas que reúne  alguns dos mais importantes poetas brasileiros.

O trabalho mescla autores da geração modernista como Mário Quintana, Vinicius de Moraes, Cora Coralina, Carlos Drummond de Andrade, Thiago de Mello e outros das gerações seguintes, como Torquato Neto, Antonio Cícero, Alice Ruiz e Cazuza.

Numa ordem quase cronológica de vida destes poetas e dos temas escolhidos na poesia, os poemas são declamados entremeados de canções afins, sendo algumas delas poemas já musicados como “Canteiros”, poema de Cecilia Meireles musicado por Raimundo Fagner.

Canteiros de Poemas é conduzido pela cantora e violonista Laura Campanér, que musicou alguns poemas como Filho da Floresta, de Thiago de Mello, Canção da Primavera, de Mário Quintana e Mascarados, de Cora Coralina, em trabalhos sobre literatura que realizou no passado.

Entre os poemas declamados estão: O Poeta e a Rosa (Vinícius de Moraes), Auto Retrato (Mário Quintana), Volto Armado de Amor (Thiago de Mello), Infância (Carlos Drummond de Andrade) e O sono das águas (Guimarães Rosa) e outros.

Laura Campanér é acompanhada por André Calixto (flauta/sax), Daniel Teles (baixolão) e Fábio Azeitona Daros (percussão).

Saiba mais:

Canteiros de Poemas é uma síntese de trabalhos sobre literatura, que Laura Campanér desenvolveu ao longo de sua carreira ao lado do grupo Proas Claras, que estreou em 2006 com uma trilogia, abarcando o poeta amazonense Thiago de Mello, o poeta gaúcho Mário Quintana e o poeta mineiro João Guimarães Rosa

Apresentando poetas de diferentes regiões do Brasil, Canteiros de Poemas toma emprestada a cadência rítmica da música como uma referencia ao cotidiano para dar vida a interpretação dos  poemas em forma de leitura dramática.  A diversidade de estilos permite não apenas o fruir da beleza dos poemas escolhidos, mas também compreender a maneira como a poesia foi cantada pelos autores.

Assista Eu Canto (Cecília Meireles) e Canteiros (Fagner/Cecília Meireles)

 

Assista trechos de trabalho realizado em 2011: